URINA EM Excesso - Desejo de Urinar A Toda Hora

URINA EM Exagero - Vontade de Urinar A Toda Hora


Um volume diário de urina muito grande ou uma vontade constante de urinar conseguem ser um dos primeiros sintomas de doenças do trato urinário. Se você não consome líquidos em exagero e ainda desse jeito urina a toda hora, leia com atenção este artigo. Nem sequer todo exagero de urina é similar. Por exemplo, você podes urinar pouca quantidade de urina diversas vezes por dia, muita quantidade de urina várias vezes por dia ou muita quantidade de urina somente em alguns momentos do dia.


A presença ou não sintomas associados também é considerável. O excesso de urina pode vir acompanhado de agonia para urinar, sangue pela urina, urina espumosa, etc. Você também pode urinar além da conta e notar muita sede ou urinar excessivo e não sentir sede alguma. Nesse post vamos tentar explicar quais são as principais doenças ou dificuldades que precisam ser pensados no momento em que o paciente diz urinar excessivamente. Como de imediato referido pela introdução do texto, nem ao menos todo paciente que se queixa de urina excessiva tem exatamente os mesmos sintomas.


Antes de entrarmos em detalhes sobre isto as causas de urina em excedente, é importante diferenciar alguns conceitos. Poliúria: É o nome dado ao excesso de produção de urina no decorrer de 24 horas. Dizemos que há poliúria quando o volume de urina é superior que 3 litros por dia. A poliúria pode ser apropriada quando o paciente ingere muito líquido e necessita eliminá-lo. Nesse caso, faz todo o significado urinar muito, já que o paciente bebe vários líquidos. O excedente de urina é só uma resposta fisiológica natural. A poliúria é chamada inapropriada no momento em que o paciente urina demais mesmo sem existir uma enorme ingestão de líquidos ao longo do dia. Por este caso, a perda excessiva de urina não é uma resposta natural e leva o paciente à desidratação.


O rim é o órgão responsável por controle da água corporal. O corpo está sempre em equilíbrio. Se bebermos líquido além da medida, o exagero sai pela urina. Se estamos em um dia quente e perdemos muita água pelo suor, o rim corta a elaboração de urina de modo a evitar perdas excessivas de água. No momento em que começamos a urinar além da medida sem que estejamos consumindo diversos líquidos, é sinal que há algo de errado.


Polaciúria (polaquiúria): É a micção constante, todavia com o volume total de urina durante o dia dentro da faixa da normalidade. Trata-se daquela pessoa que vai ao banheiro algumas vezes, porém urina a todo o momento pequenas quantidades. Nictúria: É o excedente de urina que acontece ao longo da noite e faz com que o doente acorde muitas vezes pra urinar. O excesso de urina só ocorre de noite, durante o tempo que o paciente dorme.


A principal razão de poliúria é o consumo excessivo de água. Se você bebe três litros de água por dia, irá urinar qualquer coisa em torno de três litros de por dia (um pouco menos em dias quentes). Às vezes, o consumo exagerado de água não é intencional, sendo este um sinal de doença psiquiátrica. O consumo patológico de água é denominado como polidipsia psicogênica. Várias pessoas bebem tanta água, que chegam e a urinar mais de dez litros por dia.


A principal circunstância de poliúria inapropriada é o diabetes mellitus (leia: O QUE É DIABETES?). O diabetes é uma doença caracterizada por níveis elevados de glicose (açúcar) no sangue. Toda vez que a taxa de glicose sanguínea ultrapassa duzentos mg/dl, divisão da glicose em excedente no sangue sai na urina, um sinal que chamamos de glicosúria. Como nós não podemos urinar açúcar, essa glicose toda tem que ser diluída para ser eliminada.



Quanto maior é a concentração de glicose que chega aos rins, mais água é necessária pra sua diluição. O consequência encerramento é que, para podermos diminuir esse exagero de glicose, acabamos por ter que reduzir muita água junto. Dessa forma, o diabético urina muito. E como ele urina muito inapropriadamente, desidrata e sente muita sede. Então, poliúria associada a excedente de sede é um sinal peculiar de diabetes mellitus.



Mas o diabetes mellitus não é a única circunstância de poliúria inapropriada. Existem outras doenças dos túbulos renais que são capazes de conduzir à perda excessiva de água pela urina. A mais comum é uma forma diferente de diabetes, chamada diabetes insipidus. Apesar do nome ser similar, as duas doenças são inteiramente distintas. A única semelhança é a geração excessiva e inapropriada de urina. O termo diabetes tem origem grega e significa, em uma tradução grosseira, “perda de água”.


O termo mellitus tem a acompanhar com mel, adocicado, enquanto que insipidus, significa inexistência de adoro. O diabetes insipidus é causado por um problema no hormônio antidiurético (ADH), uma substância produzida no cérebro, que é responsável pelo controlar a quantidade de água que o rim vai diminuir ou reabsorver. No momento em que o ADH está em excedente no sangue, urinamos insuficiente; no momento em que o ADH está em inexistência, urinamos muito.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *